O Pesquisador:

FRITZ CONDE VON BOTHMER

Mesmo incerto, tendo em vista as perspectivas financeiras que uma carreira pedagógica anunciava, mudou-se com a família para iniciar seus trabalhos como professor aos 39 anos, confiante que o futuro de uma pessoa nunca está mais seguro quando está ou é construído sobre algo bom. Seu trabalho com a Ginástica Bothmer iniciou na Escola Waldorf de Stuttgart, foi lá que recebeu de Rudolf Steiner a tarefa para desenvolver uma Ginástica para as aulas de Educação Física das Escolas Waldorf, uma ginástica não materialista e puramente física. O pedido foi recebido com inquietação que rapidamente foi dissipada pelas motivadoras palavras de Rudolf Steiner “alegre-se para tanto”, e ele sabia exatamente o que estas palavras significavam.

A sua ginástica tinha que substituir a ginástica tradicional e se basear nos resultados da pesquisa espiritual e na imagem do homem abarcada pela antropologia antroposífica.

 

Rudolf Steiner acompanhou o desenvolvimento e aprovou os primeiros exercícios desenvolvidos pelo Conde Bothmer.

Além das aulas de Educação Física o Conde Bothmer dava aulas de marcenaria e religião. Anos mais tarde tornou-se diretor da Escola Waldorf Livre Urlandshohe em Stuttgart até a 2ª Guerra quando ela precisou ser fechada. Após o fechamento da escola querida dirigiu-se para Londres e concluiu e organizou seus apontamentos dos exercícios elaborados durante os anos escolares com seus alunos.

 

Os ferimentos sofridos na guerra o acompanharam por toda vida e foram o motivo maior para sua morte tão cedo, Conde Bothmer morreu em 1941 aos 58 anos. Conde Bothmer foi um pesquisador (espiritual) do espaço e movimento – por um corpo que não abarca somente o físico, mas também é templo da alma e do espírito que vive dentro dele.

2
1